Aumentar as vendas de seu artesanato

Saiba como aumentar as vendas de seu artesanato!

No artigo de hoje vocês ficarão por dentro de alternativas para fazer com que o volume de vendas cresça, ou pelo menos se faça o mais constante possível.

Quem faz artesanato sabe que cada peça cuidadosamente preparada tem seu valor. Mas, muitas vezes, o ritmo de vendas não é constante e o artesão passa a receber uma encomenda ou outra, em períodos de tempo distintos.

Aumentar as vendas de seu artesanato

Veja abaixo 7 dicas para aumentar as vendas de seu artesanato:

1. Conheça o seu negócio

O primeiro passo é conhecer o seu negócio, e isso significa entender os pontos relevantes do mesmo.

Ou seja, é necessário ter em mente o lucro e o custo de cada peça artesanal, o tempo que é investido para produzir cada uma, o espaço que está disponível para armazená-las, entre outros.

Mas por que é importante saber dessas coisas?

Simples: ter todas essas informações na ponta da língua é útil na argumentação com seus clientes e parceiros, assim como é importante para saber até quantas encomendas você consegue aceitar, para não perder a qualidade e/ou estourar o tempo de entrega.

2. Esteja on-line

Se estiver iniciando um negócio agora, não precisa ser nada muito elaborado. Uma página no Facebook já é suficiente. Chame seus amigos para curti-la e, aos poucos, vá postando trabalhos e adquirindo seguidores.

Com o tempo e de acordo com o andamento do seu negócio, vá evoluindo aos poucos. Hoje existem diversos criadores de site gratuitos, onde a estrutura já está pré-pronta e basta que você personalize com fotos e cores.

Nesses casos, só é pago a hospedagem anual, que gira em torno de 70 a 100 reais.

Para encontrar esse tipo de serviço basta pesquisar “criador de sites” no Google.

Por que é importante estar presente no meio digital?

Porque isso aumenta suas possibilidades por três motivos:

1 – Mais pessoas podem te encontrar (e cada vez mais as pessoas pesquisam sobre um produto antes de compra-lo);

2 – A comunicação é fácil (basta uma mensagem e pronto);

3 – Você pode divulgar seus produtos de maneira rápida e menos custosa;

Dica: não se esqueça de sempre deixar um telefone para contato, principalmente celular e com opção de WhatsApp.

3. E-commerce

Esta etapa serve para quando o volume de vendas já estiver estável.

O e-commerce possibilita que você venda online, de maneira prática e eficiente, mas requer uma estrutura bem desenhada, afinal, com ele haverá mais encomendas e mais envios.

Dica: repense os gastos com envio, estoque e produção, para que o preço das artes esteja de acordo com os valores que você precisa para lucrar.

4. Faça parcerias que permitam aumentar as vendas de seu artesanato

Parcerias são indispensáveis, até para quem já está a um certo tempo no segmento.

Mas, como estamos falando de aumentar as vendas, busque parcerias com empresas que disponibilizem o seu produto nas prateleiras deles.

Dica: para entrar em contato com possíveis parceiros, tenha sempre à mão uma amostra dos seus trabalhos. Conforme o desenvolvimento do seu empreendimento, também é interessante preparar uma apresentação institucional.

5. Participe de feiras e exposições artesanais

É muito comum feiras de artesanato e exposições do tipo. Fique por dentro do que acontece em seu bairro/cidade para verificar se há a possibilidade de fazer parte do projeto, levando suas peças.

O SEBRAE, vale citar, possui programas de apoio ao artesanato. Basta que você procure sobre o seu Estado no site deles.

Gostou do artigo? Cadastre-se no blog para receber as novidades. E não se esqueça, na hora de produzir uma arte, as pistolas de cola quente Rhamos & Brito são as melhores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *